26 setembro 2009

A estupidez de farol alto

Pict-016

Eu já disse várias vezes e até ensaiei algumas mas, por enquanto, ainda não consegui executar o plano de sempre pegar a estrada de Cunha com luz do dia. Dirigir à noite está cada vez mais difícil e, ainda por cima, a estrada está horrivelmente mal conservada e principalmente mal pintada. Tem alguns trechos que fica difícil manter a velocidade e seguir corretamente o traçado das curvas.

Pior de tudo ainda, parece que hoje em dia todo mundo resolveu que achar que é normal viajar à noite com farol alto. Moto então, parece que todas já vem de fábrica regulada só com farol alto. Ninguém mais se importa com o absurdo.

Outro dia dei um farol alto de volta num desses mentecaptos e o carro dele invadiu minha faixa que tive que sair prá fora da estrada prá não bater de frente. Estrada sem acostamento é claro.

Tudo conspira contra. Até o farol da velha caminhonete já não é mais o mesmo, ficou fraquinho, anêmico, mas tão fraco que, ligado, parece que está só na lanterna. Aí uso o farol de milha que tem animal que acha que está regulado no alto. Aí começa a guerra de novo. Tem dia que estou de boa. Ando sempre com o farol baixo para não prejudicar os outros. Mas parece que só eu é que sou o bobão da estrada. Uma pena. Acho que esse deve ser mais um sintoma da velhice.

A melhor solução é viajar de dia mesmo.

3 comentários: